DIFERENÇA ENTRE ABSENTEÍSMO E TURNOVER

Diferença sobre Turnover X AbsenteismoDiferença sobre Turnover X Absenteismo

A ausência ou a grande rotatividade de funcionários pode se tornar um mal profundo para uma empresa. É preciso prezar pela redução de absenteísmo e construir uma equipe consistente.

Uma empresa que não consegue consolidar uma equipe deve analisar e repensar seus pontos fracos. Quando uma grande leva de funcionários não se interessa em permanecer na empresa, alguma coisa pode estar errada nos atributos internos e administrativos.

Nesse artigo, falaremos a respeito desses dois pontos que tiram o sono de muito coordenador: absenteísmo e turnover.

As duas questões podem estar ligadas em raiz, mas são diferentes em suas definições. Vamos ajudá-lo a compreender melhor essas diferenças e entender como tornar a equipe mais fiel.

Para solucionar ambas as questões, é necessário que o RH da empresa e os gestores consigam identificar e mensurar o problema. O déficit de funcionários pode ter relação direta com fatores simples de serem solucionados como:

  • Falha na comunicação interna
  • Falta de estrutura para trabalho
  • Ambiente de trabalho hostil.

Com uma análise realista de sua empresa você conseguira ter uma ideia do quanto esses problemas são preocupantes e o quanto realmente podem gerar perdas e quedas em seu faturamento e só assim conseguirá pensar em estratégias para redução de absenteísmo e turnover.

Quando tratamos essas questões relacionadas ao ambiente escolar, a ausência ou alta rotatividade de professores, o mais preocupante é o comprometimento da relação traçada entre os alunos e o docente.

Nesse caso existe ainda uma grande ameaça à qualidade do ensino, uma vez que a confiança e a amizade fazem parte do processo de aprendizado, e os alunos se empenham mais quando gostam dos professores.

Acompanhe nossas dicas de como alcançar uma redução de absenteísmo e turnover em seu ambiente de trabalho, e conseguir construir uma equipe consistente e realmente parceira.

 

Como chegar a redução de absenteísmo e turnover identificando os problemas

 

A cada semana há um novo funcionário em sua escola. Os professores, os gestores ou a equipe de inspetores simplesmente não conseguem passar mais que 4 meses trabalhando por aí.

E quem permanece se ausenta com frequência justificando ou não a falta, ou apresenta um grave problema de atrasos.

Talvez você já tenha vivido esse cenário em seu local de trabalho, e vamos garantir: é mais comum do que você imagina.

Mas mesmo sendo comum, não é saudável. A troca constante de funcionários gera gastos com dispensa e contratação, além de tornar o ambiente de trabalhos sempre “estranho”.

Quem já passou anos em uma mesma empresa pode garantir: a relação de cumplicidade e amizade, aliadas a muito profissionalismo, construída por anos de trabalho com uma mesma equipe pode gerar frutos valiosos.

O termo turnover refere-se à alta rotatividade de funcionários. Esse pode ser um termômetro importante para medir como anda o clima organizacional.

Através de analises a repeito do número de pessoas que saíram você conseguirá identificar os problemas que podem levar a essa rotatividade intensa, e conseguirá criar estratégias para tornar o ambiente de trabalho mais atraente a ponto de conquistar os funcionários.

Já o absenteísmo é o atraso ou a ausência constante de funcionários de forma justificada legalmente ou não. O absenteísmo mede a quantidade de horas perdidas relacionando os atrasos e as ausências em comparação ao número de funcionários, dias trabalhados e carga horária.

Assim como o turnover, o absenteísmo consegue gerar relatórios que podem provar a insatisfação da equipe com a empresa, e servir como um impulso a gerar melhorias e tornar o ambiente de trabalho mais agradável.

Tanto um quanto o outro servem como uma análise de qualidade: essa empresa é boa para seus funcionários?

No ambiente administrativo, a grande perda quando ocorrem esses dois fatores será, principalmente, financeira, pois a dispensa e contratação frequentes de funcionários custam dinheiro.

No ambiente escolar, o problema maior é com relação à qualidade da educação. Os alunos que não conseguem têm professores fixos por um longo período podem se sentir desinteressados.

A redução de absenteísmo e turnover pode ser alcançada através de analises e relatórios que consigam numerar esses problemas. Fazer isso, e criar estratégias para melhorias é função de todos.

É possível ter uma redução de absenteísmo e turnover desde que se tenha noção de que o problema está ocorrendo dentro de seu ambiente de trabalho.

A propósito, nós da MedMais somos especialistas em Gestão de Absenteísmo para escolas. Se você quer q reduzir o nível de Turnover, diminuir a folha de custo da sua escola, clique no banner abaixo e saiba mais.