COMO CALCULAR O NÍVEL DE ABSENTEÍSMO ATUAL DA ESCOLA E COMO CONSEGUIR A REDUÇÃO DE ABSENTEÍSMO?

Saber quantos funcionários se ausentaram de suas funções durante um determinado período é uma das formas mais eficazes de medir a produtividade de sua empresa e chegar a redução de absenteísmo.

A ausência de profissionais tem impacto direto no lucro e no desenrolar da rotina da empresa. Setores desfalcados produzem mais lentamente e sobrecarregam outros profissionais.

Nesse cenário, o resultado pode ser catastrófico: cada vez mais funcionários sentindo-se sobrecarregados e esgotados, e com isso, cada vez mais ausências.

Mas também precisamos considerar que imprevistos acontecem, e com eles, as faltas. Então como saber se o absenteísmo é de fato um problema em sua empresa?

Para isso, você terá que chegar a um resultado que aponte qual é o índice de ausência (clique aqui e veja um artigo sobre o índice aceitável) de profissionais em sua empresa, e assim conseguirá criar estratégias para chegar à redução de absenteísmo.

 

Descubra aqui como conseguir conquistar a redução de absenteísmo

 

Vamos lhe ensinar passo a passo a chegar ao resultado que responde qual é o nível de absenteísmo de sua empresa levando em consideração um período mensal de 30 dias.

  1. Carga horária:

 

Defina primeiro a carga horária de sua equipe, considerando todas as horas que todos os professores deveriam trabalhar. Somando as horas de trabalho mensais que cada funcionário trabalharia cumprindo sua carga integral, sem ausências.

Exemplo:

10 funcionários x 6 horas ao dia x 20 dias ao mês = 1.200 horas de toda a equipe.

 

  1. Faltas e atrasos:

 

Agora você deverá mensurar atrasos e faltas. Some todos os minutos de atrasos de toda a equipe. Para facilitar sempre que alcançar 60 minutos converta em horas. Considere todas as saídas antecipadas e atrasos mínimos.

  • Exemplo:
    Você teve 3 ausências de professores em um dia cada. 3 dias perdidos x 6 horas ao dia = 18 horas.

E nos minutos você teve 10 funcionários atrasando 10 minutos.
10 funcionários x 10 minutos de atraso: 100 minutos (ou, 1h e 40 minutos de atraso). Agora, some dias e minutos perdidos:

  • 18 horas + 1h40 = 19h40 minutos de atrasos no mês.

 

  1. Chegando a um valor:

 

Agora que você tem esse raio x de horários, faça a seguinte conta: divida horas de atraso pelo número de horas de trabalho e multiplique por 100. No caso desse exemplo:

 

  • 19h40/ 1200 horas no mês×100 = 1,6%. Portanto, o nível de absenteísmo de sua empresa nesse mês foi de 1,6%.

O nível considerado aceitável pela maioria das empresas é de 2% ao mês. O índice não é calculado de maneira individual, considerando apenas as horas trabalhadas x horas perdidas de um único funcionário, porque o impacto disso na corporação varia de acordo com o número de colaboradores.

Em uma equipe com 20 funcionários, a ausência de 8 deles será muito impactante do que o mesmo número em uma equipe com 90 colaboradores, por exemplo.

Assim, o número de perda considerando toda a equipe consegue dar uma melhor dimensão do problema, e ajuda a criar estratégias para combatê-lo.

 

Absenteísmo escolar e seus impactos na educação

 Aluna chamando professora - redução de absenteísmo

Conseguir a redução de absenteísmo no ambiente escolar é um dos grandes desafios das escolas.

O número alarmante que comprova que professores brasileiros são alguns dos mais insatisfeitos do mundo com a profissão serve como um raio x dessa realidade.

Para conseguir conter essa realidade, é preciso identificar as principais causas das ausências de professores, conforme o gráfico a seguir:

Não precisamos ser professores para entender que um ambiente de sala de sala de Aula pode ser bem estressante. Manter a ordem, dar conta de 20 ou 30 alunos pode ser bem prejudicial à saúde, e com isso gerar faltas e atrasos.

Dentre os principais problemas relatados por professores durante pesquisas, aqueles relacionados à voz são os que mais afastam esses profissionais de seus dias de trabalho. Clique aqui e veja outras causas do absenteísmo nas escolas

Para chegar a uma redução de absenteísmo que seja significativa, é necessário repensar toda a estrutura escolar. Proporcionar qualidade de vida e trabalhar em parceria com esses professores para que ambiente se torne mais agradável.

Algumas questões fogem da alçada da diretoria, como o que diz respeito a direitos trabalhistas e reconhecimento. Mas o empenho por proporcionar dias mais agradáveis pode ser de grande valia na redução de absenteísmo.

A propósito, se você quer aumentar o desempenho do seus professores, diminuir o nível de absenteísmo e ainda reduzir custos com substituições de professores, nós podemos te ajudar. Temos um programa chamado Mais Saúde Na Escola que reduziu na folha mais de 76% dos custos com afastamento e substituição. Clique no banner abaixo e saiba mais